IPREV-SR ADOTA MEDIDAS DE PREVENÇÃO AO CORONAVÍRUS (COVID-19)

IPREV-SR ADOTA MEDIDAS DE PREVENÇÃO AO CORONAVÍRUS (COVID-19)
Clique nas fotos para ampliar

Portaria suspende realização da prova de vida e das perícias médicas 

O Superintendente do IPREV-SR, Thácio da Silva Gomes, editou na última terça-feira (17/03/2020) a Portaria que dispõe sobre medidas para o enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente do coronavírus (Covid-19), no âmbito do Instituto de Previdência de Santa Rita - PB.


A portaria suspende o recadastramento anual obrigatório (prova de vida), que é feito na sede do IPREV-SR, por 30 dias, período que pode ser prorrogado a depender da evolução da doença no país. A medida tem como objetivo reduzir o risco de contágio pelo novo corona vírus entre aposentados e pensionistas.
Como se sabe, idosos estão no grupo considerado mais vulnerável ao agravamento da síndrome provocada pelo vírus, e, por isso, precisam tomar cuidados extras, como evitar contato com terceiros.


Além disso, a portaria suspende a realização de todas as perícias médicas, pelo prazo de 14 dias, já que os servidores assistidos por este serviço já se encontram em situação de fragilidade em sua saúde, também considerados grupo de risco.
Nessa mesma linha, o Prefeito Emerson Panta editou o Decreto Municipal nº 12/2020 em que, além de diversas outras medidas de combate ao vírus, SUSPENDEU o atendimento presencial ao público externo em todos os órgãos públicos municipais.


Assim, os atendimentos ao público no IPREV-SR serão realizados pelo telefone (83) 3229-5054 ou pelo e-mail - contato@iprevsr.pb.gov.br
Os comprovantes de rendimento para imposto de renda, contracheques e fichas financeiras devem ser retirados no site do Instituto disponível através da aba SERVIÇOS>CONTRACHEQUE ON LINE ou através do link: http://www.ccheque.com.br/index.aspx?C=2513703 ou clicando aqui: ContraCheque Online


Ficou determinado aos servidores que tenham retornado de regiões consideradas endêmicas, como também àqueles que tiveram contato com viajantes dessas regiões, o afastamento dos locais de trabalho pelo período de 14 dias a partir da data de retorno ao Brasil ou do contato, com a realização de teletrabalho.
Também tornou obrigatório o reforço das medidas limpeza e desinfecção das superfícies e demais espaços com a utilização de detergente neutro, seguida de desinfecção (álcool 70% ou hipoclorito de sódio).

Camila Soares
Coordenadora de Comunicação do IPREV-SR

Autor: Camila Soares